"Ninguém sabia o meu nome" -Mapinhanensa

Como sobressair numa sociedade multidiversa?

Esse é o titulo que nos propomos a discutir hoje. Com a massificação e desenvolvimento da tecnologia e respetivas sociedades, torna-se difícel a afirmação do sujeito. Muitos de nós nos sentimos excluidos, razão pela qual, Mapinhanensa(nome fetício) afirma que "ninguém sabia o meu nome". A modelo faz essa revelação aquando da partilha sobre o seu percurso nas passarelas.
  É preciso saber reconhecer os seus defeitos, só assim encontrará e saberá definir o seu #potencial, o que te torna especial e diferente de todos, a tua #marca. Falamos em sucesso, não estamos a dizer que todos devem ser suedidos na mesma área, cada um tem aquilo que #sabe #fazer e #fazermelhor. A AMAVconselhos, nosso espaço de partilha de pensamento, quer com este texto, aconselhar a todos aqueles que se encontram sem foco, ansiosos ou tristes, indecisos, etc, que tirem   #5min do seu tempo para pensar o que sabem fazer? o que gostam de fazer? Quem pode ajudar a melhorar as suas habilidades?

Não espere ir a uma entrevista de emprego para pensar no que responder quando lhe perguntarem sobre as suas compentencias, pergunte-se em casa.  Treine as suas habilidades, a Mapinhanensa, conta-nos nunca foi das melhores alunas, pelo seu nome complicado, os professores e os colegas só sabiam descreve-la mas que ninguém sabia o seu nome, e por isso, sentiu a necessidade de se esforçar bastante, ensaiava as apresentações junto das galinhas, fazendo destas um público para a sua apreciação primária, nos tempos livres, pedia os sapatos da irmã para treinar como caminhar em passarela, até que apareceu uma oportunidade para participar num desfile na escola e depois num concurso Miss Nacional, atualmente ela conquista os apláusoa além fronteiras e o mais desejado, o Jurí assim como o público, a conhecem pelo nome e pelos feitos.

Trabalhe para que te conheçam pelo nome, não deixe que a diversidade te elimine!
#AMAVconselhos

Popular posts from this blog

Fui abusada sexualmente: as noites sangrentas em casa do meu tio

Eu sou HIV-Positivo

Jovem Moçambicana emigra para Europa e fica a pastar cães para sobreviver